Segurança primeiro

Produtos de grau alimentício

Os produtores de alimentos e bebidas concordarão que a fabricação de alimentos é um setor com condições como nenhum outro. A indústria é altamente regulamentada porque seus produtos são para consumo humano. Qualquer desvio de controle rigoroso pode levar a produtos contaminados com a possibilidade de surtos, doenças e ações judiciais

Assim, os gerentes de manutenção na fabricação de alimentos devem enfrentar vários desafios únicos que vêm com vários órgãos reguladores, mantendo equipamentos altamente automatizados e complexos em funcionamento e garantindo a segurança dos funcionários, enquanto produzem produtos destinados ao consumo humano.

Food plant

O desafio dos ambientes úmidos e 24/7.

Além disso, a necessidade de maior limpeza cria um ambiente úmido para muitos fabricantes de alimentos, causando estragos nas máquinas de processamento. Os equipamentos de lavagem pesada também podem remover os lubrificantes, resultando na necessidade de relubrificar freqüentemente com alto uso de lubrificante e, consequentemente, gastando muitas horas valiosas de mão de obra.

Muitos processadores de alimentos precisam executar sua produção 24 horas por dia, 7 dias por semana, para permanecerem competitivos. É evidente que a equipe de manutenção tem muito a lidar nessas condições. O tempo de inatividade é muito caro, e as auditorias de segurança de alimentos são eventos de ruptura dos nervos.

Abordagem de manutenção

Existem três maneiras principais de abordar a manutenção de equipamentos: Manutenção Reativa, Manutenção Preventiva e Manutenção Preditiva. Uma estratégia de manutenção predeterminada é a maneira mais direta de melhorar as operações gerais de manutenção que reduzirão ao mínimo o tempo de inatividade e o estresse associado à perda de receita. Mas a realidade é que, devido à falta de recursos em manutenção, ainda mais de 60% da manutenção é reativa. Ou preventivo, que basicamente significa substituir as peças da máquina muito antes de quebrar. Alguma pista de quão alto é esse custo?

> 20.000 fabricantes de alimentos já trabalham com a Interflon

Na Interflon, entendemos que os lubrificantes de grau alimentício são essenciais para minimizar o tempo de inatividade e garantir operações seguras nas instalações. A configuração personalizada e a escala de equipamentos em fábricas de alimentos combinadas com condições ambientais desafiadoras (vapor, condensado, calor e matéria orgânica) geram a necessidade de lubrificantes e graxas com características de desempenho personalizadas que oferecem propriedades de emergência para aumentar a confiabilidade do equipamento.

Nossos lubrificantes e produtos de limpeza de grau alimentício são projetados para atender às altas demandas do setor de alimentos, bebidas, farmacêutico e cosmético . Eles não apenas atendem aos rígidos requisitos de saúde e segurança alimentar estabelecidos por organizações como NSF, HACCP, BRC ou IFC, mas também receberam certificações Kosher e Halal, permitindo-nos atender a uma ampla gama de clientes.

Dê uma olhada em alguns de nossos estudos de caso na indústria de alimentos e bebidas ou visite nossa linha de produtos seguros para alimentos.

Tags: Produtos de grau alimentício | Case studies | Certifications | MicPol®

Contato
x

Contato